function click() { if (event.button==2||event.button==3) { oncontextmenu='return false'; } } document.onmousedown=click document.oncontextmenu = new Function("return false;")

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Desencontro

Procuro por este amor
que pelos caminhos,
largou-se aos bocadinhos,
ocultando-se em cada paixão
vivida pelo meu coração
Se não fosse esse verso,
essa rima tardia,
que erode meu ser em agonia,
procurava o exato verbo,
para dizer a ela, da alegria
e também do meu afeto,
que em meu coração
se prenuncia
e então gritaria ao mundo,
como é imensa a paixão
que guardo por ela,
e assim afastar os desencontros,
que assombram meus sonhos
repletos de  desamor e espanto.


                            J R Messias

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Amargo




Trago em mina alma
as chagas de tua ira
de onde destilo
para seu bel prazer
esta amaga poesia.
vingar o passado foi insuficiente
infligindo dor e lamento
 a esta paixão latente
que, mesquinha, praticas ainda no presente.
Tens profunda mágoa e rancor
que para quem ama, rima com a dor
por que pontes e navios queimador foram,
sobrando apenas o infinito desamor.
Te amei, na loucura dos segredos
te afaguei, com carinho, em meus sonhos
te desejei na eternidade de uma vida
e hoje, a página dessa paixão, eu dobrei.




                          J. R. Messias

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Carnival

És porcelana,
silhueta de princesa germana,
Resultado de imagem para pierrot e colombinahermético desejo 
de carnal sentido,
ocultos entre máscaras 
e mágoas de uma orgia momesca,
circunscritas aos teus desvarios,
insana Colombina,
e como um apóstolo, 
um Pierrot excomungado de tua presença,
busco-te, nesta saariana solidão,
como uma ovelha perdida
ansiando tua equânime doçura
e verbal poesia, que cravas
com teus caninos, a inocular-me
prazer e loucura .


                                        J R Messias


Bom Carnaval a todos e todas...




sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Curare

Pelas escarpas do tempo,
trago nas mãos as marcas
de tanto escalar as muralhas
que interpõem-se entre a minha
e a tua saudade, erigidos que foram,
como cárceres em porões 
onde vicejam flores fúnebres 
onde o frio afia sua navalha
e aguçando arestas,
numa solidão letal e carente 
deste amor arterial e pulsante que traz
em uma convulsão, uma  hemorragia,
a cura ou o placebo para estancar
essa agonia.


                                                   J R Messias

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Lobah

Resultado de imagem para lobaAfagando o veludo da noite,
procuro alcançar teu dorso, loba
que ateou fogo ao meu inferno,
e drenou meu fel,
e entre as cinzas de tua
invisível presença,
ouço apenas teus uivos 
a despedaçarem 
esta saudade,
miragem solitária e cósmica,
a fragmentar as trevas
dessa inolvidável distância 
vazia e escrava.



                            J R Messias

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Moiro

Sob a  negra burca
Resultado de imagem para arabescoque esconde teu semblante,
busco signos, arabescos,
que traduzam, no cerne 
deste sentimento - que subjugas
nas masmorras do tempo -
os sentidos dessa crepuscular
e inescrupulosa paixão,
na qual cavalgo por 
entre dunas e desertos,
na busca do fogo,
de um quimérico desejo
que de teu olhar e voz
emanam e resvalam 
em minha pele e 
numa osmose de paixão
adentrem minha alma 
e no infinito do meu coração.


                                 J  R  Messias


quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Secret love

Que amor é esse, tão sincrônico
Resultado de imagem para amor  em orbita
em seus movimentos,

tão preciso em seus sentimento

e tão inabalável e alheio aos tormentos?


Que amor é este que domina 

todos os compartimentos,

que é puro zelo e fogoso apelo,

que, solene, minha órbita gravita?


É aquele que inocula prazeres,

que transfunde amores,

que apazígua a alma e 

preenche os jardins da vida

de flores.




                   
                              J. R. Messias